segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Exemplo de Liderança

por Rogério Amorim


Sou fã de carteirinha do Bernardinho.

Antes de mais nada, gostaria de separar o lado pessoal do profissional.

O Bernardinho, como pessoa, deve ser um cara legal, porém não o conheço e não posso opinar.

Porém, o Profissional, acompanho desde os tempos de jogador, do time do Bradesco Atlântica, da seleção “de prata”, e posso afirmar com convicção: é um dos maiores exemplos de liderança no mundo.

Quem acompanha as colunas sobre futebol do Tostão, um profissional que também respeito e considero muito inteligente, sabe que ele tende sempre a minimizar o papel dos treinadores, dizendo que um time vitorioso depende de 70% ou mais dos jogadores e que o crédito dado aos técnicos é sempre exagerado.

Discordo do Tostão e, para mim, “o cara” comprova minha tese. Quando Bernardinho assumiu como técnico a seleção brasileira de vôlei masculino, jogadores como o Gustavo, Giba, Maurício e Giovani formavam a base da seleção e o time, então comandado por Radamés Lattari, não ganhava nada, ficava sempre entre 4° ou 5° em torneios mundiais. Em pouco tempo sobre o novo comando, essa mesma equipe tornou-se extremamente vitoriosa, contando inicialmente com a mesma base de jogadores.

O que mudou então?

Algumas alterações técnicas e, fundamentalmente, grandes mudanças de cunho psicológico. Mudou a filosofia, a personalidade, a forma de encarar as coisas, o dia-a-dia de trabalho, a vontade de vencer e a orientação para que isso pudesse ser possível.

Um grande líder faz “toda” diferença, em qualquer profissão ou segmento que atue. Em termos de capacidade e liderança tenho um “guru”: O fantástico Bernardinho.

2 comentários:

  1. sensacional esta materia

    ResponderExcluir
  2. O Bernardinho eh mesmo o cara! Ele e o Mano, q dupla
    Tadeu

    ResponderExcluir